BUSCA:  
 

 

 

 

 ATIVIDADE / JOGO > APRESENTAÇÃO

Cantar os Nomes

Os elementos do grupo permanecem de pé, dispostos em roda. A pessoa que começa pergunta à que está ao seu lado o primeiro nome e inventa uma rima sem sentido onde ele seja incluído, por exemplo: Ana Ana trouxe a cana; João João faz de cão; Sara Sara foi ao Sahara; Inês Inês nariz de pês.

A pessoa que inventa, diz a rima ao grupo criando um ritmo marcado com palmas e/ou bater de pés. Todo o grupo repete. A pessoa seguinte na roda faz o mesmo, até dar a volta a toda a gente.

O terceiro jogador continua: "Aqueles são a Super Sara, o António Alegre e eu sou o Rui Raivoso". O jogo prossegue até todos os nomes estarem incluídos.


Fonte: U.E.B.


Encontro Musical

Quando a música começa a tocar, os participantes começam a andar pela sala numa direcção qualquer.

Quando a música pára, cada jogador dá o braço à pessoa que estiver mais perto de si – os pares dão um aperto de mão e apresentam-se um ao outro.

A música recomeça, e o par continua a andar pela sala a conversar. Quando a música pára, o primeiro par liga-se a outro par e apresentam-se todos uns aos outros.

O Jogo continua até todos os participantes estarem de braço dado num único grupo.


Fonte: U.E.B.


Ilha Deserta

Material: Cadeiras ou Jornais

Desenvolvimento: Forma-se um circulo aonde os jovens ficam em cima das cadeiras (caso não haja pode ser feito sobre jornais), em seguida é importante montar o fundo de cena: nesse momento todos vocês estão em uma ilha deserta, ao redor de todas as ilhas temos um mar perigoso cheio de tubarões, piranhas, lulas gigantes e piratas conseqüentemente não se pode de forma alguma pisar no mar(chão).
Após o fundo de cena se passa o objetivo: a partir de qualquer ponto do círculo todos os jovens tem de ficar em ordem alfabética, é uma atividade descontraída que trabalha a integração e comunicação já que todos tem de se tocar para se movimentar e falar para saber aonde deve ir.


Fonte: Diogo: educador do Instituto Cidadania Ativa escotismo em Ação


Jogo da Bola

Os participantes formam uma roda de mãos dadas. Cantam uma canção que tenha a ver com a paz entre as pessoas no seu quotidiano para haver paz no mundo. Inventar uma canção ou usar uma já conhecida (por exemplo: Somos construtores da paz, no nosso dia-a-dia, vamos ser tolerantes, e aceitar as diferenças, estamos todos unidos, por laços de amor, que se expressam numa fraternidade).

Introduz-se uma bola na roda. O participante que tem a bola atira-a para outra pessoa da roda. Quando esta apanha a bola, o grupo diz em uníssono o nome dessa pessoa.

Então a bola vai sendo atirada até que toda a gente tenha sido nomeada pelo menos uma vez.


Fonte: U.E.B.


Nomes e Apelidos

Os participantes sentam-se numa roda. Um deles começa, apresentando-se juntando ao seu nome uma palavra descritiva que comece com a mesma letra – por exemplo, "Eu sou a Super Sara". A pessoa sentada ao seu lado continua: "Ela é a Super Sara, eu sou o António Alegre".

O terceiro jogador continua: "Aqueles são a Super Sara, o António Alegre e eu sou o Rui Raivoso". O jogo prossegue até todos os nomes estarem incluídos.


Fonte: U.E.B.


Nomes em Ação

Os participantes formam uma roda, que é um bom ponto de partida para criar um sentido de identidade grupal. Uma das pessoas dá início, representando, em mímica, uma atividade que comece com a primeira letra do seu nome (por exemplo: saltar – Susana; correr – Carlos; etc.).

Os restantes elementos da roda tentam adivinhar qual é o nome do participante depois de terem acertado na actividade. Quando encontrarem o nome, todos imitam a actividade em mímica e dizem em voz alta o nome da pessoa em causa (por exemplo: a Liliana lê o livro).

O jogo continua até todos os elementos da roda terem executado uma ação para o seu nome.


Fonte: U.E.B.


 Clique aqui enviar sua atividade escoteira / jogo.